terça-feira, 15 de junho de 2010

Nada tido, sem sentido


(imagem: retirada da net - desconheço autor)



Nada tido, sem sentido

Nada tido
Sem sentido.
Palavra oculta
Sente culpa
Nada diz
É feliz.
O mundo sente
Palavra não mente
Tudo expressa
Nesta grande peça;
Palavra parida
É próprio da vida
Palavra sem nexo
Universo complexo;
Caminho armadilha
Poeta que brilha
Ao sabor de versos
De sonhos dispersos.
Escreve, é feliz
Texto que condiz.
Sofre, escreve
Esta felicidade é breve?!
É eterna enquanto dura
É sentimento de escravatura?!
É ~l~i~b~e~r~d~a~d~e~
É vontade
É terapia
De anomalia
Euforia
É carta de alforria.

Nada tido
Sem sentido.
Anomalia
Não é agonia.
Normal
É disfuncional.
Palavra desgarrada
Em versos apanhada
Metáfora inventada
Rima alucinada
Que diz, nada!

Eufemismo
Disfemismo
Ironia
Alegoria
Palavra tida
Contrapartida
Emoção
Em ebulição
Alma a latejar
As palavras a jorrar
Oceano tumultuoso
Tsunami de gozo
Arraial de excitação
Viagem ao coração.
Mente alucinada
Extravasada
Esvaziada
Apressada
Sangue a ferver
Versos a escrever!

Nada tido
Sem sentido!

Clarisse Silva
http://www.worldartfriends.com/modules/publisher/article.php?storyid=28280

© Direitos de autor reservados.

6 comentários:

Santa Cruz disse...

Clarisse: Lindo trocadilho, gostei já publicaste um livro eu também o meu foi lançado no passado dia 8 de Maio, tem o titulo do meu blog.Silencio dos meus sonhos.
amiga o poeta nunca erra apenas escreve aquilo que não existe e o que lhe vai no coração e na alma.
Um beijo
Santa Cruz

Clarisse disse...

Olá Santa Cruz,
Alegramente as suas constantes visitas e comentários.
É, este poema creio que é bem como refere o título, "Nada tudo, sem sentido"... :-)
Beijos e obrigada,
Clarisse

Fê-blue bird disse...

Empolgante é a palavra que me surge neste momento.
Um poema arrebatador que mexe com os nossos sentidos.
Parabéns!
Um beijinho

Clarisse disse...

Olá Fê,
E eu fico muito contente que o poema lhe tenha causado tudo isso, pois também me deu muito prazer o escrever.
Beijos e obrigada!
Clarisse

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo texto...Espectacular....
Beijos

Clarisse disse...

Olá Fernando,

Grata pela visita e pelo comentário!!
Beijo,
Clarisse