sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Cascata

Parque Nacional Peneda Gerês - Clarisse Silva


Cascata

E tenho uma cascata
D’ água cristalina
A cair nos lençóis
E deslizando
Pelo meu corpo
Me banha
Me aquece
M’ enlouquece…

Apetece
O irresistível.
Mergulho
Nado
Na correnteza
Do teu corpo
Entregue
A mim…

Cai a água
Sobre a água
Tal
O Amor
Sobre o Amor
Da nascente
À foz
Numa única voz.





31 de Agosto de 2011
© Direitos de autor reservados.

4 comentários:

F.F. disse...

Assim como tu... Tb és a minha cascata que percorre o meu corpo e me enlouquece... Tens a importancia na minha, assim como a água tem para o ser humano... TE AMO MUITO

Fê-blue bird disse...

Amiga Clarisse:

Um belíssimo e intenso poema de amor,
correspondido e compreendido.
Felicidades e parabéns .

Obrigada pelas suas palavras amigas e carinhosas no meu blogue.
beijinhos

Sonhadora disse...

Minha querida

Um belo poema de amor...uma declaração de paixão.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Clarisse Silva disse...

Olá M.A.

Amei o teu comentário! Fonte... fonte de inspiração tu, e este sentimento por ti que palpita aqui dentro. Cada vez mais te Amo...
Beijo, beijo, beijo...
tua Clarisse