segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Desespero por algo, que nem sei o que é


Foto: Clarisse Silva
 
Desespero por algo, que nem sei o que é
Talvez uma outra coisa que nunca tive
Talvez uma coisa que nunca fiz
Ou talvez uma coisa que sempre possuí
Mas que nunca tive coragem
Que aparece dentro de mim
Faz-me acelerar o coração
E pede-me para escrever.
Começo a fazê-lo e sei o que é
Sinto que nesse local já estive
Como uma coisa que me diz
Que eu nunca a perdi
Que apenas fiz uma viagem
E que regressei por fim
Que acordei da ilusão
E uma nova vida tenho para viver.


23 de Outubro de 2006 

1 comentário:

Fê-blue bird disse...

Minha querida amiga:
A escrita é uma busca dentro da nossa alma, um anseio, uma descoberta.
Um renascer este seu lindo poema que já tinha tido o privilégio de ler no seu livro.

Beijinhos