terça-feira, 2 de março de 2010

Inferno dos poetas I


(foto: minha autoria)



Liberdade de criar
No cárcere dos sentimentos.



Terno inferno




Arte de projectar
Ilusórios pensamentos.



Sombrio Céu



Mistura com a realidade
Momentâneo desconhecimento
Da verdade.





Sentimento






Transmitido de outro ser
Tão fácil de sentir…
Lágrimas a escorrer.


Destino





O mundo colorir
Na chama da esperança.
Rostos a sorrir
Alegria de criança.


Transformar o mundo
Lutar pela justiça
Consciente da desigualdade.
Abandonando o comodismo
Agradece a humanidade…!










© Direitos de autor reservados.

2 comentários:

Fê-blue bird disse...

Obrigada pelo seu comentário e pela sua passagem pelo meu blogue.
Também gosto de escrever poesias, ou melhor tentativas de poesia, no meu blogue Sonho Acordada, portanto temos mais coisas em comum.
Um beijinho

Clarisse disse...

Não tem que agradecer Fê. Sim parece que temos mais coisas em comum.
Beijinhos,
Clarisse