terça-feira, 19 de outubro de 2010

Teu cheiro em mim

 


Tenho ainda o teu cheiro em mim
Dos corpos nos lençóis de cetim.
Dos beijos, do toque, da pele
Que findaram sem fim.

Na boca que continua a beijar-me…
No ar que continua a sugar-me…
Do desejo latente a desejar-me…
No devaneio louco sem ar…
No êxtase… no coração,
Pelas entranhas a latejar!

Viagem e passagem para outra margem.

Estou livre,
Na aglutinação do amor que me liberta.

Mente desperta
Na conjunção de poeta.
Na união de mente e coração,
Sou livre!

Sou livre,
Na liberdade de amar.
Só se ama na Liberdade,
Amar-te é felicidade!

Estar em ti,
Estando em mim
Fora de mim
Que me perdi.
És a luz do meu ser
Sou a luz do teu
Entramos no céu!

Sou livre com asas a planar,
Vem na eternidade me acompanhar!



© Direitos de autor reservados.

10 comentários:

Colecionadora de Silêncios disse...

Olá, Clarisse.

Aqui me deliciando com o seu poema. Que lindo!

Adorei essa parte:

"Estou livre,
Na aglutinação do amor que me liberta."

Perfeito, amiga!
Beijos

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
Há aqui um "cheiro" de amor e liberdade que me contagia.

"Sou livre com asas a planar,
Vem na eternidade me acompanhar!"

Que mais posso acrescentar, se com este verso final está tudo dito!

Lindo!!!

Beijinhos

F.F disse...

Eu amo este teu poema que tu fizeste pensando em nós... EU AMO-TE MUITO MEU AMOR...

Mgomes - Santa Cruz disse...

Clarisse; lindo poema parabens ao autor e ti pela linda escolha.
Beijos
Santa Cruz

Ana Silva disse...

Lindíssimo poema... só na liberdade há amor de verdade... bjs

Clarisse Silva disse...

Olá Colecionadora,

É bom sinal, de alguma forma lhe tocou. Obrigada.
Saudações,
Clarisse

Clarisse Silva disse...

Olá Fê,

Um incentivo constante os seus comentários. Obrigada!
Saudações,
Clarisse

Clarisse Silva disse...

F.F.

A lava de um vulcão tomou de assalto o meu ser, percorrendo-me todos os poros ao ritmo acelerado do meu coração que batia descompassado... e mais fervia a lava, transformando-me em Luz!
És o Amor da minha vida..! Eu também te Amo muito...!
Beijos, muitos beijos nossos.
Clarisse

Clarisse Silva disse...

Olá Santa Cruz,

O poema foi escrito por mim. Agradeço a visita.
Saudações,
Clarisse

Clarisse Silva disse...

Olá Ana Silva

Uma nova visita... espero que se sinta bem por aqui...
Obrigada.
Saudações,
Clarisse Silva