segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Mirrada

Foto: Clarisse Silva


Dependurei-me na árvore a descansar depois de a escalar. Tarefa difícil foi esta. Os ramos estavam despidos e secos, a uma altura acima do alcance dos meus braços. Com manobras, umas mais, outras menos decididas lá me espetei nela, como se fosse mais um ramo mirrado à espera que chegasse a primavera. Esta tardava a chegar. Os dias eram pequenos e as noites longas demais.

Clarisse Silva

1 comentário:

Fê-blue bird disse...

Minha amiga Clarisse:
Logo logo chegará a Primavera, com ela a força e a esperança regressará, tenho a certeza.

Lindo este seu pensamento.
beijinhos